Blog

Nove dicas essenciais para escolher um tema WordPress

9 dicas sobre temas wordpress

1 – Identidade

IdentidadeEscolha um tema que tenha a ver com sua empresa ou assunto que irá tratar no site. O tema tem que atrair o público alvo a que se destina, então, nesta fase é importante pensar:

  • Quem é meu público-alvo e que tipo de tema seria mais atraente a este público?
  • Onde meu público espera encontrar a informação que procura e de que forma vou apresentar esta informação?
  • Se conseguir conquistar, como vou manter este público no site? Pra onde ele irá depois da página inicial?

Parecem ser coisas destinadas ao Marketing, não é mesmo? Muita calma, ainda vamos chegar lá! A identidade que o tema passa é um dos pontos mais importantes, se o site for planejado para executivos, tem que ser mais sério, formal com cores discretas, já se for para um público infantil ou jovem, tem de ser colorido e com animações que tragam mais interatividade.

2 – Design

DesignO tema tem que ser “bonito”. Coloquei esta palavra entre aspas pois a concepção de beleza pode variar de pessoa para pessoa. Então, como saber se o que eu acho bonito, é realmente o bonito?

Um tema bonito tem que ter digamos, “cada coisa em seu lugar”. Usei aspas novamente pois, isto também depende do tipo de negócio a que se destina o tema. Se você quer dar enfoque a redes sociais, isto tem que vir primeiro. Se você quer que o menu tenha importância, ele deve ter algum destaque ou ser de uma maneira que o diferencie de outros. Mas no geral, há padrões de belo e feio em várias questões. São elas:

  • Posição de botões, links e CTAs (Call To Action)  – tem que estar nos lugares certos e bem visíveis, fáceis de utilizar e de entender.
  • Menu – tem que ser funcional e mostrar o que realmente importa, poucas opções fazem com que o usuário vá embora, muitas opções o deixam confuso, use o bom senso!
  • Tamanho e formato de texto – A leitura sempre deve vir em primeiro lugar, as cores tem que combinar e proporcionar uma leitura agradável do conteúdo sem muito esforço, se você tem que apertar os olhos pra enxergar o que está escrito, algo não vai bem!

Além destes tópicos principais, há muitas outras coisas, como a escolha de cores como dito no tópico anterior, se o seu site é de roupas para bebê por exemplo, um tom rosa claro ou azul claro fica bom, se é de roupas para mulheres o tom já deve ser de roxo ou vermelho intenso. Mas lembre-se, a escolha de cores também tem a ver com o público-alvo! E deve-se também considerar a idade do usuário, pessoas mais jovens talvez, não gostem de cores mais fracas, ou de fundos com texturas, mas pessoas de mais idade podem dar mais valor a isto devido a dificuldade de leitura.

3 – Customização

CustomizaçãoO tema que você irá comprar ou até mesmo escolher de uma gama de temas gratuitos, irá vir quase do jeito que você deseja, enfatizei o quase pois, nada irá ter 100% aquilo que você deseja em questão de formato de blocos, tipos de fontes, cores e muitas outras coisas mais. Por isso é importante que seu tema possua uma tela de controle onde você possa alterar tudo ou quase tudo que veio por padrão. Alguns pontos que você com certeza irá modificar são:

 

  • Fontes
  • Cores
  • Imagens de destaque e de fundo
  • Blocos ou seções de página
  • Textos de cabeçalho e rodapé
  • Tipo e formatos de menu

E a lista não para por aí, estes, novamente, são itens considerados essenciais na escolha de um tema que possua customização. Se isto não estiver disponível, provavelmente você terá que pagar um programador que possa mudar tudo isto, gerando assim um custo desnecessário que pode ser evitado com uma análise mais criteriosa na hora de comprar um tema.

4 – SEO

SEOSe seu site não aparece nos resultados de busca, todo o esforço em sua composição, escolha de design, conteúdo e tudo mais que você criar, serão em vão. O SEO (Search Engine Optimization – em português – otimização para sites de busca) é muito importante na hora de escolher um tema. Como eu sei que o tema que estou vendo possui recursos de SEO?

Há ferramentas no mercado ou até mesmo em um navegador que permitem ver se alguns itens estão presentes. Um tema que aplica corretamente boas técnicas de SEO tem dentro de si mecanismos que permitem que você (e também sites de buscas como Google ou outro) vejam itens como:

  • Título
  • Descrição
  • Tags [ou palavras-chave] (um código específico que vem após a descrição da página e identifica tipos de conteúdo presentes no site)
  • Dados estruturais (se há um endereço ou telefone em uma página de contato por exemplo, um site de busca deve enxergar isto com mais facilidade se a programação do SEO foi feita corretamente)
  • Headers (ou cabeçalhos) – Em cada página indicando assuntos principais e secundários

Além destes pontos, o tema tem que permitir que você melhore o conteúdo, dando a ele a correta estrutura seja da página principal ou de páginas internas. Isto é importante para que o site traga resultados sem muitos gastos com anúncios, pois, quanto melhor o SEO, melhor ele estará posicionado na busca orgânica (resultados comuns de pesquisa, sem o uso de anúncios).

5 – Marketing

MarketingO seu tema tem que “vender o peixe”. E pra isto ele tem que permitir que você faça facilmente a captura de e-mails de visitantes, tenha botões CTA (Call to Action) e ferramentas que possam inclusive auxiliar a venda se caso seu site tenha produtos, fazendo isto por exemplo mostrando categorias mais acessadas, produtos mais vendidos ou algo que se encaixe no seu negócio.

Há uma vastidão enorme de ferramentas de Marketing que possam ser aplicadas, desde textos com destaque até botões e conteúdo inteligente (que aparece para o usuário apenas uma vez, ou apenas em uma segunda visita por exemplo).

Recursos assim não são tão essenciais, mas são um bônus que pode destacar seu site na multidão e guiar o visitante até onde você quer que ele vá.

6 – Responsividade

ResponsividadePara garantir que seu site funcione em qualquer plataforma (tablets, celulares, notebook’s e desktop) é necessário, e muito importante que seu site seja responsivo. Isto significa que: ele tem que se adaptar ao tamanho de tela do usuário quando for acessado. De acordo com pesquisas, o tráfego mobile já ultrapassa o de usuários com notebook e desktop no mercado, desde 2014 (fonte: SmartInsights) e sendo assim, quem não estiver acompanhando esta mudança, ficará para trás.

Testar se o site fica bom em um celular ou tablet antes de escolher por ele, também é essencial em uma época onde todos estão utilizando dispositivos móveis para acessar a internet.

7 – Código limpo

CódigoAlgum dia pode existir a necessidade de incrementar algum recurso ou modificar qualquer um existente, para isto, você ou um programador contratado terá que colocar a mão na massa e modificar este código, e você que olha apenas para a aparência de um site sem conseguir ver o que está por trás, deve estar se perguntando… “e o que eu tenho a ver com isto?”. Bom, na verdade, tem muito a ver!

Um código limpo, permite que futuras atualizações sejam mais rápidas e fáceis, mais uma vez poupando dinheiro, e se você mesmo for um programador, não irá querer perder horas para incrementar seu site com algum recurso. Para que esta análise seja feita é preciso de um programado ou então de uma busca na internet por opiniões de outros usuários que já compraram o mesmo tema, para ver se tiveram problemas ou não.

8 – Suporte

SuporteSe o tema for comprado em alguma loja de temas, é provável que ele tenha um bom suporte por parte de seus programadores. Mas é bom ficar sempre atento.

Um tema sem suporte pode trazer dor de cabeça na hora de ser instalado e utilizado, por isto sempre confira de duas uma: Se o tema for gratuito, há outros utilizando o mesmo tema? Estas outras pessoas tiveram problemas ao instalar ou ao usar o tema em seu dia a dia? Se sim, evite! Já se o tema for pago, verifique na loja qual o tempo de suporte. Em geral, as empresas fornecem de 30 dias a um ano de suporte gratuito, se você quiser, algumas permitem que você pague para ter mais do que isto.

9 – Atualizações

Ao comprar ou baixar um tema, verifique quando ele foi atualizado. Isto é importante pois se você instalar um tema desatualizado, ele não irá funcionar corretamente com sua versão atual do WordPress e ainda há o risco de que seu site fique vulnerável a invasão de hackers, por meio de código obsoleto que não deveria mais estar sendo utilizado e não foi refeito, deixando assim seu site com problemas que em um primeiro momento não são visíveis, mas que vão com certeza trazer dores de cabeça no futuro.

 

Considerações Finais

Espero que estas dicas ajudem você a escolher melhor um tema para seu site WordPress, pois mesmo que o WordPress permita que você altere o tema a qualquer momento, toda esta preparação e configuração leva tempo, esforço e muitas vezes, dinheiro também. Então fique ligado nestas dicas e converse com pessoas com grande experiência no assunto para que você tenha sempre o melhor tema em seu site ou blog pessoal.

1 Comentário

  1. Silvio

    Show de bola esse artigo. Antes eu tinha um problema porque meus temas não eram responsivos, mas depois que eu li essa matéria escolhi um tema melhor e mais clean. Parabéns pelo artigo!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Digite os caracteres da imagem abaixo

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada